Entenda como negociar suas dívidas

 

Ano Novo, vida nova!  Como é bom e revigorante esse período, não é mesmo? Esse é o momento propício para colocar a casa em ordem, mas aqui no blog da Multiplicando Sonhos, como você bem sabe, trazemos informações para ajudar você organizar sua vida financeira e nada mais prazeroso do que começar o ano acertando a relação com as dívidas. Assim como discutimos com nossos parceiros e amigos o relacionamento, também  fazer a famosa DR com as nossas contas e chegar em um bom acordo é fundamental. 

Nesse mês de janeiro talvez seja o período do ano que mais aparecem dívidas, é IPVA, IPTU, os seguros, a matrícula da faculdade, os presentes de final de ano e as dívidas que não deram para saldar até o fim 2021. São tantas contas acumuladas que até se perde um pouco do ânimo… 

Por isso, eu e a Ana Marsiglia escrevemos esse artigo para te ajudar!

Você sabia que é possível negociar as dívidas em atraso? Para muitos essa pergunta pode parecer boba, mas muita gente não sabe. O reflexo dessa realidade é que 10,8% dos brasileiros afirmam não terem condições de pagar suas dívidas, é o que aponta o último levantamento feito pela Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic).

Aqui no blog da Multiplicando Sonhos já trouxemos um artigo com dicas para evitar o endividamento, mas caso não tenha conseguido impedir o desalinhamento das suas finanças, fique tranquilo! Sempre é possível melhorar e com esse ânimo renovado vai ser agora que você vai fazer isso acontecer!

Negociação de Dívidas

Anota aí os três passos a serem seguidos:

Primeiro Passo: Defina uma estratégia

Existem algumas formas para realizar uma negociação, são elas:

  • diretamente com o credor,
  • refinanciamento da dívida,
  • e em feirões para limpar o nome.

O que é cada uma das opções:

  • Diretamente com o credor – É entrar em contato com a instituição financeira ou empresa com a qual você está inadimplente e pedir uma proposta atualizada do valor da sua dívida;
  • Refinanciamento da dívida – É trocar, dentro da mesma instituição financeira, o seu contrato de empréstimo antigo por um novo, mais atrativo, nesse caso é possível fazer alterações no prazo e valores contratados.
  • Feirões Limpa Nome – São empresas que intermediam as negociações de dívidas e reúnem informações sobre o histórico financeiro das pessoas, são os famosos bureau (birôs) de crédito.  São os birôs que são consultados por diversas instituições na hora de conceder ou não crédito para você. Por isso, são conhecidas também como empresas de proteção de crédito, são elas que aprovarão ou não o seu pedido de financiamento, se avaliarão se o seu nome está ou não negativado.

São elas que detém o nosso Score. No Brasil temos vários birôs de créditos. Vamos citar alguns aqui: Acordo Certo, Boa Vista SPC, Serasa e Quod).  

Essas empresas realizam feirões em locais específicos para oferecer às pessoas a análise e renegociação de suas dívidas e também é possível fazer o acesso a esses dados em suas plataformas online. Nesse caso, é mais fácil realizar a consulta e fazer a solicitação de renegociação de forma totalmente online:

Estude cada uma das possibilidades e avalie qual delas faz mais sentido para sua realidade, pensando em curto, médio e longo prazo.

Imagem: Freepik
  • Segundo Passo: Calcule a sua dívida

A depender do tempo que se tem uma dívida é necessário calcular o valor atualizado. Como já mencionei, entre em contato com o credor e peça uma proposta atualizada com o valor total incluindo os encargos, juros e multas.

É muito importante você contatar os canais oficiais da instituição financeira ou da empresa na qual você adquiriu a dívida para não cair em golpes.

Não esqueça de avaliar o número de parcelas e os juros, pode ser que a parcela caiba no seu bolso, mas os juros embutidos sejam muito altos. Verifique também se há descontos para pagamento em menos vezes ou à vista.

É importante você saber o valor real da dívida para seguir para o próximo passo…

Imagem: Freepik
  • Terceiro Passo: Avalie as propostas

Ao realizar uma renegociação algumas propostas vão surgir, porém não tenha pressa no momento da escolha, avalie se realmente a oferta faz sentido com o que planejou e está atrativa com o valor real da sua dívida. Coloque na ponta do lápis, os pontos positivos e negativos.

Lembre-se que você quer saldar as suas dívidas o mais rápido possível, mas as empresas tem ainda mais a pretensão que você faça isso. Portanto, peça descontos para pagamentos à vista e a prazo, negocie.

Portabilidade da Dívida

Se mesmo depois de muita conversa nenhuma proposta fizer sentido, saiba que é possível transferir sua dívida para outro agente financeiro, essa ação é conhecida como Portabilidade de dívida – Se a renegociação com a instituição financeira incialmente contratada não está sendo atrativa, você pode procurar outro banco e analisar se as taxas e juros são melhores que os da instituição atual.

O método foi criado com o intuito de gerar concorrência entre as instituições financeiras e disponibilizar mais opções aos devedores. Tenha em mente que é possível fazer a transferência a qualquer momento.

Resolva com calma e avalie todas as possibilidades. Dessa forma, você conseguirá avaliar qual a melhor estratégia!

Sucesso para você e depois nos conta se esse artigo te ajudou!

Feliz Ano Novo e uma vida financeira organizada!

Colaboração: Ana Marsiglia (Instagram @anamarsiglia_)

Andréa Tavares é diretora de Comunicação e Marketing e membro do Conselho Científico da Multiplicando Sonhos. É entusiasta da Psicologia Econômica e acredita na transformação através da Educação Financeira.
Andréa Tavares é diretora de Comunicação e Marketing e membro do Conselho Científico da Multiplicando Sonhos. É entusiasta da Psicologia Econômica e acredita na transformação através da Educação Financeira

 

Imagens utilizadas: Freepik 

Cartão de visita foto criado por katemangostar – br.freepik.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.