Empreendedorismo feminino e seus desafios

Diversidade

Empreendedorismo é a iniciativa de implementar novos negócios ou mudanças em empresas.

Porém, por questões sociais o desempenho dessa ação não é igualitário e quando analisado em um recorte por gênero, percebe-se que as mulheres dão largada algumas raias para trás.

Um estudo realizado pelo Sebrae apontou que em 2021, pelo menos 48% das aberturas de Microempreendedor Individual (MEI), foram realizadas por mulheres. Tal dado comprova uma mudança positiva de comportamento dentro do mercado de negócios com mais diversidade em lideranças.

Apesar do crescimento do número de mulheres empreendedoras, o mercado ainda revela disparidades alarmantes, o mesmo estudo do Sebrae indica que as mulheres têm escolaridade superior à dos homens (16%), em contrapartida, elas faturam 22% menos em comparação ao sexo masculino.

Dia Mundial do Empreendedorismo Feminino

Com o intuito de trazer visibilidade para a causa, as Nações Unidas intitularam a data 19 de novembro como o Dia Mundial do Empreendedorismo Feminino, o mercado conta com 9,3 milhões de empresárias, o que totaliza 34% do total.

Aprofundando o recorte para as questões raciais, temos um abismo entre as mulheres brancas e pretas. Apenas 21% das mulheres pretas são registradas com CNPJ e 51% dessas mulheres empreendem por necessidade contra 35% das mulheres brancas, aponta estudo do Sebrae.

O Instituto RME com o apoio da Rede Mulher Empreendedora criou o Mapa do Ecossistema de apoio às Mulheres Brasileiras – 5.0, com o objetivo de trazer acesso e informação de empreendimentos femininos para que as mulheres encontrem oportunidades de se desenvolverem.

A Multiplicando Sonhos cria pontes de acesso às mulheres

Na Multiplicando Sonhos (MS), foi criada uma gerência que é voltada às mulheres: a MS Mulheres. Ela nasceu para diminuir essa diferenciação de gênero, dar voz e apoiar as alunas atendidas pelo programa em relação ao mercado de trabalho, empreendedorismo e estudos.

Nesse ano, a MS fortalecerá parcerias com mulheres influentes para facilitar os acessos a uma vida com mais qualidade e menos disparidades.

Conheça 5 perfis de mulheres empreendedoras para se inspirar:

  • Monica Costa é jornalista com especialização em jornalismo econômico e educadora financeira. G&P Educação financeira para mulheres negras. Autora do blog GranaPretta
  • Luiza Helena Trajano é uma empresária brasileira que comanda a rede de lojas de varejo Magazine Luiza
  • Nina Silva é sócia fundadora do Movimento Black Money e atua com foco em comunicação, educação e geração de negócios pretos
  • Marcia Tozo  é empreendedora e criadora do curso online de Brigadeiro Gourmet
  • Zica Assis é a fundadora do Instituto Beleza Natural, com produtos especializados em cabelos cacheados e crespos
  • Arianna Huffington, é uma empreendedora greco-americana e fundadora do The Huffington Post

Colaboração: Ana Marsiglia (Instagram: @anamarsiglia_)

Andréa Tavares é diretora de Comunicação e Marketing e membro do Conselho Científico da Multiplicando Sonhos.
É entusiasta da Psicologia Econômica e acredita na transformação por meio da Educação Financeira.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.